Ode à serenidade.

Aqui, sábado.
Meu quarto com as janelas abertas, e como está nublando, tudo fica ainda mais bonito. E eu sei que está nublado não por olhar o céu (a janela dá pra uma parede e uma escadaria branca, embaixo da qual moram velharias). Eu gosto tanto de chuva que posso adivinhar as nuvens chegando pelo cheiro que sinto quando está pra chover.

Eu ia ganhar bem se trabalhasse com metereologia.

Eu estou feliz, hoje. E não devia estar. Hoje eu sei que dei um passo (à frente, eu espero) que não terá como ser revertido. A permanência daquele retrato na escrivaninha me fazia mal e eu decidi que nada tem que ser para sempre. Se nem as boas coisas ficam... por que deixar justamente as ruins? Se o que tínhamos de bom acabou, por que prolongar a permanência do lixo tóxico?

Eu estou bem. Porque eu gosto do meu monitor novo, as cores são mais bonitas nele. Porque é legal ficar em casa quando o tempo esfria. Porque fiz fotos engraçadas com a minha câmera nova. Porque ontem à noite fiquei mal e vomitei - mas fiquei melhor porque expulsei de mim o que eu não aceitava mais.

E ele ligou pra fazer exigências absurdas, e eu não cedi, e ele disse que sem isso não queria mais me ver.
E eu disse "ok, então".
E eu jamais pensei que seria capaz de dizer isso, mesmo que mil anos se passassem.
E eu disse que não queria mais vê-lo, também.
Porque ele pisou em cima da amizade que eu ofereci. Como quem desdenhosamente apaga com a sola do sapato a brasa de um cigarro que, mesmo no fim, ainda estava queimando.

Mas eu não apaguei. Eu estou aqui.
Meu quarto está uma zona e tudo bem.
Minha gata dorme na minha cama e sua presença me acalma. Está tudo bem.
As caixas das coisinhas simples, porém necessárias/prazerosas que eu comprei esses dias se amontoam no armário, e está tudo bem.
O vento pré-chuva e seu cheiro delicioso entra pela janela e me toca o rosto, os pulmões, a alma, e está tudo bem.
As minhas pulseiras coloridas estão espalhadas por cima da bancada, está tudo bagunçado, mas as cores são lindas, e está tudo bem.
Meu amigo ligou de manhã pra me dar bom dia, e está tudo bem.

E a tarde começa agora. Vou lá fora me fingir de fotógrafa antes que chova.
E depois que começar a chover, eu ainda vou estar lá.

"está tudo bagunçado, mas as cores são lindas".
É. Definitivamente, está tudo bem.

No comments