Temporary life.

Excesso de otimismo = ingenuidade.
Algumas pessoas até podem se sentir bem ignorando que o mundo é como uma maçã; por mais bonito que seja, é preciso remover as ocasionais partes podres, porque a) uma vez podres, elas não voltam a ficar boas e b) se as deixarmos ficar, elas aceleram o apodrecimento de todo o resto.

Tem quem prefira colocar a maçã na geladeira, eu prefiro pegar a faca na gaveta. Práticas diferentes, e eu prefiro o meu resultado. Mas respeito que não se incomode em provar o amargo das partes escurecidas da fruta.

A previsão do tempo para o final de semana indicava chuva, mas tivemos dois dias de sol. Bom, o sol estava lá no céu, mas calor que é bom nada. No sábado fomos à cidade e compramos um monte de DVDs e CDs. Fiquei radiante quando encontrei Donnie Darko e Laranja Mecânica.

Ontem me deu um piripaque emocional. Comecei a achar tudo à minha volta um tédio absoluto. O fato de ser domingo à noite não ajudou, aliás, domingos à noite não deveriam existir. A raça humana deveria entrar em coma induzido todos os domingos depois do fatídico almoço em família, e acordar na segunda de manhã. Era cedo demais para dormir, tarde demais para sair para dar um passeio, e ele no andar de baixo feliz da vida vendo programa de automobilismo ou lendo revista de... automobilismo. Sabem a paixão do brasileiro por futebol? Coloque uma engrenagem qualquer em cima de quatro rodas, e você terá o equivalente a um Flamengo x Vasco para o meu namorado.

Como sempre tenho o antídoto para os meus próprios males, diagnostiquei meu problema. Essa é uma casa provisória, estou vivendo uma situação provisória em todos os sentidos da palavra e, como sou ansiosa, isso me estressa. Preciso das minhas coisas, preciso refazer meu environment aqui. Preciso do meu computador com meus arquivos para seguir com as minhas coisas. Preciso do meu material pra desenhar. Preciso de toda a parafernália que não me deixa sentir tédio por um só momento, em casa. Sem isso vou ficar andando pelos cômodos e batendo com a cabeça na parede.

Na saída de carro para a cidade, reparamos na enorme quantidade de cogumelos que crescia no jardim. Na volta, resolvemos fotografá-los, uma vez que esses toadstools apodrecem e murcham com a mesma velocidade com que aparecem.




No comments

Os comentários são moderados para evitar spam. ♥