livros, música ruim e folhas caindo.

tô pagando 100 reau pelas cordas vocais do nando reis. à milanesa; porque os nossos delicados tímpanos não merecem e tal. se a paula toller (dona daquela voz irritante de "mulherzinha society") ficar muda amanhã, também não verterei lágrimas.

começou a chover granizo aqui há uma hora atrás, daqueles grandões que fazem batucada no vidro da janela. lindo, porém meio assustador; e olha que ainda estamos no outono. o inverno promete.



(flickr para ver em tamanho maior)

terminei the summer of katya. li o livro pela primeira vez há uns 15 anos atrás, quando era sócia de uma dessas locadoras de bairro capengas, com meia centena de títulos encostados em prateleiras enferrujadas. o que esse thriller psicológico de um autor pouco conhecido fazia ali, eu ignoro.

nunca esqueci o livro porque, até ontem à noite, o final permanecera uma incógnita para mim.
o fato é que não tive tempo de terminar de lê-lo no prazo combinado; devolvi e, quando fui renovar o empréstimo, o livro havia misteriosamente desaparecido da locadora, sem que eu tivesse tido a chance de descobrir o terrível segredo de katya. que me manteve acordada até as duas da manhã, se revela somente nas páginas finais do livro e me presenteou com pesadelos interessantíssimos.

está longe de ser um clássico e não vai mudar a sua vida, mas sem dúvida o desfecho fica na memória. e para mim é disso que boas histórias são feitas.

No comments