midsummer tales

junho já está na metade.
a temperatura já passa facilmente dos 20, os dias estao bem mais longos, as moscas ja voltaram (eca), as gatas ja começam a soltar pelos, o radio ja anuncia a "contagem de pólen no ar" diária (prevenindo os alergicos) e os meus pés j? ostentam a típica "marquinha de biquini" - ok, nesse caso, marquinha de chinelo... é, pelo visto o verão chegou.

e, com ele, a vontade de abrir as cortinas, sentar no quintal para aproveitar o sol da manhã com uma xícara de café o jornal do dia, ir à praia tomar aqueles sorvetes ingleses sem graça (basicamente um creme branco sabor "açucar" com um tubo de chocolate espetado em cima), sentar no muro do pub com um copão de cerveja e, claro, lembrar-se vagamente de que há uma coisa chamada JARDIM do outro lado da porta.

desculpem a foto escura e a bagunça; sol de meio-dia nunca foi gentil com fotografos (menos ainda os amadores) e eu ainda tenho que reunir forças para organizar potes que serão reutilizados e jogar todo o resto fora. e, claro, COMPRAR MAIS PLANTAS para encher os canteiros. depois de anos perturbando o british boy, eu consegui fazer com que se materializassem.



queria fazer floreiras de madeira, pintar de branco (ou azul) e enche-las de petunias - essas cor-de-rosa na janela aí abaixo. conforme crescem, elas se multiplicam e derramam-se em cascatas. a roseira à direita fica na frente da cottage e eu quero aprender a colher mudas para replantar nos canteiros. adoraria vê-las, no proximo verao, cobrindo a frente da nossa casa, tambem.



e chega de sentar na pedra! porque yes, nós temos móveis de jardim! \o/



comprei flat-pack numa queima de estoque no final do verão passado. meu pai me ajudou a montar e pintar. voilá: uma mesa, um banco e duas cadeiras! ontem inaugurei-as tomando a primeira cerveja outdoors do verao. o jantar tambem foi servido al fresco: very english baked beans + risoles de carne brasileirissimos.

enquanto isso, a adaptaçao felina ao conceito de "dividir a casa com outro gato" tem sido dificil. maluca, bem maior e semi-feral, tenta pagar de blasé e ignorar a presença nervosa e arrepiada da chantilly; mas a verdade é que ela tem ficado muito pouco dentro de casa por conta da nova gata. as duas pisam em ovos o tempo todo, maluca tenta cheirar a chantilly (não sei se para fazer amizade ou checar se ela está em condições de ser devorada...) e, em retribuição, chantilly range dentes e faz ruídos tão ameaçadores quanto patéticos. tá feia a coisa. mas, por sorte, ainda não rolou nenhum CAT! FIGHT! no quintal. observe as duas se estudando à distância:



também orgulhosamente apresento os primeiros morangos colhidos no jardim:



eu nunca gostei de morangos no brasil. lindos por fora, mas brancos e azedos por dentro. só conseguia come-los dentro de um litro de creme de leite e com um quilo de acucar em cima. aqui, qualquer morango de supermercado (desde que esteja na estaçao) parece feito de marzipam. e esses, totalmente organicos, sao mais doces ainda. transformei-os numa salada de frutas e garanti a sobremesa. :)

mais alguem partilha da minha estranha obsessao por cow parsley? pelo visto, ela tambem gosta. em teoria, eles sao uma praga, multiplicam-se rapido e, se nao forem arrancados sem piedade, podem "arruinar" o seu jardim. mas o meu jardim ja é meio selvagem anyway. e eu sempre achei o bichinho uma lindeza, com suas minusculas flores brancas e delicadas. arrancar eu ate arranco - mas so para pôr num vaso com agua e uma colherzinha de acucar. dura quase duas semanas! fora que cow parsley e tanto a cara do verao quanto os narcisos sao a da primavera.



as fotos seguintes foram feitas ontem no caminho entre a minha casa e a caixa de correio:

adoro esses pequenos compridinhos e suas flores em forma de saco. tendem a crescer em solo bem pobre (pedras, principalmente), mas eu nao sei o nome. ao lado, as famosas "margaridas africanas" (osteospermum), ainda semi fechadas.



essas pequenas lilases chegam a cobrir muros inteiros.



as fuschias tropicais. lembro que minha mae tinha um pé delas no quintal da casa onde cresci. tambem temos um no fundo do jardim, e foi motivo de alegria descobrir um pedacinho da minha infancia aqui.



as pequenas e delicadas alyssums crescem rasteiras, e essas as cor de laranja, seriam marigolds?



minhas preferidas absolutas do verao: ice plants (tambem conhecidas como starburst). margaridas de petalas finissimas, podem ser brancas, rosa-lilas (as da foto) e rosa choque (quase fluorescentes!). só florescem no verao e sob o sol - na sombra, elas nao abrem. as da foto abaixo, por exemplo, estao ainda fechadas.



adoro essas pequenas margaridas, nao maiores que a ponta do meu dedo indicador. fico chocada com o fato de que a mesma planta produz flores brancas E rosa choque.



por fim, as hydrangeas (a esquerda), que florescem em grumos multicoloridos todos os anos, sem se importar muito com a riqueza do solo ou com a quantidade de água que recebem. basta cortar quase tudo quando param de florescer e, no proximo verão, o show recomeca.



enchi o saco, nao? sorry. mas se voces tivessem encarado quase seis meses de arvores peladas, vento, chuva, frio e quase nenhuma florzinha, entenderiam o meu entusiasmo. :)

1 comment

Os comentários são moderados para evitar spam. ♥