What's in my bag?

Todo mundo já fez esse joguinho; agora é a minha vez. :)


A bolsa foi meu presente de aniversário desse ano. E, mais ou menos em sentido horário:

1) iPod 30GB + capinha de esqueletos rosa comprada na Claire's de Paris + fones de ouvido fofos;
2) Meu óculos de sol favorito;
3) Carteira Anna Sui (comprada no Ebay, possivelmente falsa, mas linda);
4) Guarda chuva- sempre há um na minha bolsa desde que eu comecei a usar bolsas;
5) Sony Ericsson w800i, meu amado celular. Me dó imaginar que talvez tenha que trocá-lo em breve (porque eu quero wi-fi);
6) Caixa de chicletes;
7) Um Moleskine sobrevivente (eu sempre acabo rasgando os meus) + caneta roubada de hotel;
8) Chaves pra casa de Jersey e o flat de Londres;
9) Memory stick;
10) Analgésico;

E também a bolsa de cosméticos que vai dentro da bolsa:


1) A bolsa veio junto com um perfume, presente da Priscilla;
2) Hidratante, também veio com o perfume;
3) Vaporizador, comprado numa farmácia em Munique;
4) Protetor labial da Labello, meu preferito. Não gosto muito de batom e esse pequeno protege oslábios e dá uma cor avermelhada porém natural;
5) Estée Lauder hidratante facial;
6) As latinhas são óleo hidratande e protetor labial da Boots;
7) L'Oreal telescopic - melhor rímel que já usei;
8) corretivo Precious Light da Guerlain;
9) L'Oreal True Match pó compacto - adoro a embalagem prateada;
10) Porta sabonetes (com sabão) da Hermès;
11) Escova de dentes roubada de algum hotel;
12) A caixinha verde tem umas mini-folhas que dissolvem na boca e servem de pasta de dente;
13) Perfuminho que irá pro vaporizador;
14) Lenços de papel;
15) Minha escova de cabelo vagabunda da Claire's;
16) Absorvente, para emergências;
17) Espelhinho que ganhei da moça do stand da Dior na Au Caprice (loja de cosméticos em Jersey);
18) Batom MAC Fafinette;
19) Brilho labial Dior Addict;
20) Brilho labial Lancôme (meu preferido, porque não é gorduroso);
21) Brilho labial com efeito "plumping" Bourjois Nude Effect - funciona, mas parece que comi pastel de feira;
22) Piranha de cabelo brasileira;
23) Bloqueador de sol facial da La Roche-Posay - salva vidas;
24) Prendedor de cabelo.

Muito mais do que eu preciso carregar, mas a preguiça de esvaziar e fazer uma triagem é maior do que a necessidade de carregar menos peso. Agora que tirei tudo da bolsa, é provável que eu remova uns 80% do conteúdo.

{continue fuçando o conteúdo da bolsa alheia no grupo "What's in my bag?" no Flickr}

Paul and Holy


"You know what's wrong with you, Miss Whoever-you-are? You're chicken, you've got no guts. You're afraid to stick out your chin and say, "Okay, life's a fact, people do fall in love, people do belong to each other, because that's the only chance anybody's got for real happiness." You call yourself a free spirit, a "wild thing," and you're terrified somebody's gonna stick you in a cage. Well baby, you're already in that cage. You built it yourself. And it's not bounded in the west by Tulip, Texas, or in the east by Somali-land. It's wherever you go. Because no matter where you run, you just end up running into yourself."

Sweet Tooth

Você gosta de "candy apples"? Ou chama de "toffee apples", como na Inglaterra (meio estranho, porquenem sempre há "tofee" na receita). No Brasil elas se chamam maçã do amor, como na França ("pommes d'amour"). Para mim, nomes bem melhores. Fiz essa foto aí embaixo em Hannover, há dois anos atrás, em uma daquelas Summer Fests que pipocam por toda a parte. E adorei saber que na Alemanha elas também se chamam "Liebesapfel" ("maçã do amor").


Independente de como você prefira chamá-las, eu adoro. Então imagine a minha felicidade ao dar de cara com essas:




Tão lindas que não sei se eu teria coragem de comer. Provavelmente eu as disporia num vidro, enfeitando a cozinha. :D

Onde achar? Amy's Candy Kitchen e Double Dipped Sweets no Etsy.

Sally Scott

Achei ontem o site da Sally Scott e não sei do que gostei mais; as roupas lindas (elas não parecem confortáveis, de boa qualidade e possíveis de serem vestidas por manequins que não sejam 34?) ou as fotos:















Brick Lane market

É crime ir ao mercado de rua de Brick Lane em Londres e não fuçar lojas de roupas usadas.









"Are we finally lost?"



Não; enquanto avistarmos barraquinhas vendendo tralhas, estamos no caminho certo.







A fim de um pain au chocolat? Ou dois? Ou vários?



Me sinto ao mesmo tempo confusa e confortável no meio de tanta diversidade cultural.



Queríamos um lugar tranquilo pra sentar e ver a vida (e os emos) passar - de preferência acompanhados de uma cerveja + algo pra comer - e acabamos nesse pequeno café sueco (!) chamado Fika. "Fika" quer dizer "lanchinho". Aww.







Quem poderia imaginar que estaríamos sentados num café suéco, bebendo cerveja finlandesa no meio do east end londrino? Da última vez que bebi Lapin Kulta (que se traduz por "ouro da Lapônia") eu estava na Finlândia, no meio do verão, comendo carne de rena com a família do Respectivo.



E, falando nelas... Salsicha de rena!



Agora, que tal um cappuccino?



Afinal, "he's so frothy!" :)

At the garden center.

Você adivinhou; mais um "post de flores". Desculpe ser repetitiva, mas tenha compaixão - essa é a época do ano onde eu piro ante à visão de qualquer coisa colorida saindo do chão. Resultado direto dos meses admirando a paisagem ressecada e nua do inverno.

Meus canteiros do ano passado estavam praticamente vazios, exatamente como as cestas no muro. Então me dirigi ao Ramsons para "comprar" a minha primavera. :)























E aí está parte do que eu trouxe; passei uma tarde deliciosa enchendo de cor os espaços vazios dos canteiros.



E eles também têm um café/brasserie:





Minha entrada, suflê de queijo twice baked.



E os camarões em manteiga de alho dele.



Prato principal dele, filé com cogumelos e tomates:



E minhas costeletas fabulosas.


Sinceras desculpas aos vegetarianos horrorizados que possam ter visto essas fotos. :)