Consumismos

Fim de semana meio micado; choveu o sábado inteiro, literalmente afogando meus planos. No domingo o sol abriu e pudemos pelo menos fazer uma caminhada e terminá-la no Driftwood's com muito bolo e coca-cola (parece festa de criança, mas somos apenas eu, Respectivo e sua sobrinha Charlotte tomando café da manhã).

Maaaas, como "dentro de loja não chove", me enfiei por umas horas na Boots e na WHSmith e saí de lá carregando isso:


A revista foi um momento de fraqueza. Já tinha visto essa capa mil vezes e ouvido mil vezes falar da LOVE, mas nunca tive vontade de comprar. Até que me dei conta de que os números atrasados da Lula, outra revista bianual muito popular entre as patricinhas fashionistas (já falei dela aqui; essa sim merece o hype porque é lindíssima) chegam a sair por 80 (!) libras no Ebay. Resolvi então passar a mão nessa primeira edição da LOVE e guardar; vai que daqui a uns três anos eu ganho uma nota?

De resto, cansei da Beth Ditto e sua mania chata de vender a gordura e o lesbianismo a fim de permanecer na mídia, e da mídia que finge paparicá-la e achá-la sexy apenas pra se absolver da culpa por só mostrar mulheres esqueléticas por toda a parte. Amizade de conveniência para ambas as partes saírem bem na foto.

Na Boots eu comprei esses dois cremes de cabelo da Tresemmè que estavam numa promoção ridícula (eu devia ter comprado mais). O removedor de esmalte eu precisava, assim como o hidratante da L'Oreal, meu preferido porque, além de ser grossinho e formar uma base perfeita pra maquiagem, tem filtro solar 15 de verdade na fórmula (muitos hidratantes dizem ter, mas a quantidade de filtro é mínima; quando rola mesmo dá pra sentir pela textura).


Os esmaltes eu comprei por causa do preço, mesmo. Baratinhos e eu ando apaixonada por tons pastéis; quanto mais, melhor. O verde (button moon) é bem parecido com o esmalte da semana passada, porém mais claro. Ou seja, mais parecido com o que eu realmente queria. Adorei. O azul (BMX bandit) tende ao lilás e parece cor de céu de verão; nada mais apropriado.

Well, foi isso o que comprei. Na lista que não se materializou, entretanto, também estava esse tênis:

Não é uma delícia? Bem, na verdade é um típico caso de "ame ou odeie"; meu gosto para sapatos é mesmo infantilizado. Vi na mão e é levíssimo, material molinho. Tem também em bege, mas erm, nah. Quase comprei o azul em Londres mês passado, mas tinha acabado de gastar meu $$ numa lojinha de roupas perto de Tottenham Court, que parece uma loja de departamentos de pobre (fica numa espécie de galpão, os vendedores são os próprios designers e todo eles são chineses ou coreanos) e não achei digno meter o tênis no cartão de crédito. Me arrependi; agora quero muito e tô com medo de não achar mais ou acabar pagando mais caro. Outra alternativa, mais barata porém nem tão fofa, seria esse aqui, da ASOS:


Sai pela metade do preço e as cores são mais básicas, o que ajuda nas combinações. Mas não tem o mesmo punch. Se eu estivesse podendo, compraria os dois. Mas, como não estou, uma "escolha de Sofia" torna-se necessária.

Também cismei com um esmalte amarelo claro, bem pastel. Tenho a nada-leve impressão de que vai ficar horrível na minha mão, mas não desistirei enquanto não comprar, testar e quebrar a cara; então, vamos lá ver as opções da ASOS:
Esse kit da Nails Inc. tem o amarelo que se aproxima bastante do que eu quero, MAS vem com quatro cores e eu, a rigor, não preciso das outras três (mas, aham, até que são interessantes). O kit sai por vinte librinhas, o que eu acho meio caro. Porém ainda assim mais barato do que comprar quatro esmaltes da mesma marca em separado. Perdi a chance semana passada de comprar só o amarelo por duas (DUAS) libras numa promoção do mesmo site. Duas libras num esmalte da Nails Inc. (vem bastante e a durabilidade é ótima) e eu "esqueço". Great.
Da linha da Model's Own eu estou meio que amando esse rosa "vitamina de morango", esse laranja "suco de mamão", sem contar o amarelo perfeito "milk shake de banana". Para falar a verdade, essa coleção está me dando FOME. Preço do kit: doze libras. Mais barato que um esmalte da Chanel. Eu realmente gostaria de ter auto controle, mas está difícil.


E, nada a ver com o meu desejo por um amarelinho pastel, mas não são lindos esses vidrinhos de esmalte da Ciaté? Nenhuma das cores é particularmente tentadora, felizmente. Mas como eu sou fútil e muitas vezes compro produtos por causa da embalagem, considerei a possibilidade. Assim como o vidrinho de óleo para cutículas da mesma marca, e o removedor de esmalte da Paul & Joe:


Realmente lindos, mas eu falho em achar uma utilidade para um produto chamado "óleo para cutículas". Geralmente nem me lembro das minhas, portanto não faz sentido comprar um produto relacionado. E, sinceramente, cutícula é assim mesmo: ou você esquece que elas existem ou tira na base do alicate. O que eu aliás não recomendo, porque a) elas têm utilidade, e b) quanto mais você tirar, mais elas vão crescer. Comprar óleo ou creme para cutícula já beira o transtorno obsessivo-compulsivo.


Outro potencial buraco negro de dinheiro que encontrei hoje foi a lojinha de roupas vintage Delightful Muddle (erm). Tem umas coisas bem interessantes (e o preço é ótimo); pena que o site é meio desorganizado. Algumas roupas aparecem vestidas por modelos, outras não - e isso é necessário pra ver o caimento da peça. A qualidade das fotos é irregular (algumas em baixa definição, sem foco ou com flash ofuscando detalhes) e eles não explicam direito o tamanho das roupas. Dizer que um vestido feito há 40 anos é "tamanho 12" dá margem a dúvidas e erros, já que os tamanhos aumentaram muito nos últimos anos porque as pessoas engordaram.

Mas ainda assim é possível tentar garimpar; esse vestido de verão, bem anos 70, custa só 10 libras. Só não compro porque fica difícil saber o tamanho exato. Também gostei da bolsa (10 libras também), mas que também não comprarei porque é uma bolsa para se usar à noite e, bem, digamos que minha vida social noturna aqui é meio... limitada.


A loja tem bolsas, sapatos, vestidos, jeans, tops, jóias, etcétera. Só falta mesmo arrumar um fotógrafo minimamente decente, fornecer as medidas das peças, melhorar a navegação do site e achar meninas para modelar as roupas. Senão fica difícil vender, pessoal.

No comments