snow storm

No sábado eu acordei dentro do que parecia um daqueles globos de natal, em que você sacode uma bolinha de plástico transparente e uma mini tempestade de neve se forma lá dentro. Palavras não podem descrever o que senti ao abrir a janela.

Infelizmente não pude sair para fazer fotos decentes, porque tinha prometido levar meus pais à cidade para comprar quinquilharias. Desperdício monumental de uma nevasca gloriosa... E, por favor, se você mora num lugar onde meio metro de neve no chão (ou mais) não é novidade, não ria. Para os padrões da ilhazinha, isso é nevasca, sim; que o digam as escolas fechadas, o aeroporto fechado, a lojinha da vila com os estoques de pão, carne, chá e baked beans esgotados.
















Na sexta, antes que a neve caísse de fato, fui corajosa por alguns breves segundos:





O frio deixou meus dedos doendo. :)

Hoje a temperatura aumentou em míseros dois graus, o que já foi o bastante para derreter toda a neve. Fui andar de bicicleta com B1, que está indo para o Brasil amanhã. B2 já foi. Estou sem amigos aqui até meados de fevereiro.

No comments

Os comentários são moderados para evitar spam. ♥