spring has sprung

Estou há alguns dias tentando registrar o despertar da primavera (aww), mas venta e chove TANTO que se tornou impossível pôr os pés para fora de casa e me sinto Catherine Earnshaw no Morro dos Ventos Uivantes. Por conta disso perdi as snowdrops (que aparecem rápido e duram muito pouco) e, se não corresse ia acabar perdendo também os daffodils que se espalham pelos campos em todo o seu esplendor amarelinho. Quase o símbolo oficial da páscoa, oferecido gratuitamente pela Mamãe Natureza.







Já posso guardar as botas e galochas (pelo menos até Novembro).


E, apesar de estar bastante desanimada com jardinagem (porque quero me mudar), pelo menos alguns potinhos de coisas coloridas se fazem necessários, depois de meses em que a natureza só queria saber de fazer a estilosa e se vestir de marrom e cinza. Soem as trombetas; eis o primeiro gerânio (!!) do ano (nem vou mencionar que tenho gerânios que deram flores durante todo o inverno; eu já disse que *amo* gerânios? Because I do).

















No comments