The Dream Season

Lembra aquele episódio de Dallas onde a Pam abria a porta do banheiro e lá dentro estava o Bobby, que todos pensavam ter morrido? Na verdade o personagem havia morrido sim, porém levando com ele boa parte da audiência da série. Não havia nenhum modo plausível de consertar o erro porque muita coisa já havia se passado desde então; como não dava para simplesmente ressuscitá-lo, a morte de Bobby - e toda a oitava temporada - foram transformadas numa espécie de “sonho” da Pam. Uma manhã ela acorda, ouve barulho de água corrente no banheiro, abre a porta do chuveiro e lá está Bobby. “Good morning!”

Pam, what’s the matter? It looks like you just saw a ghost!

Às vezes eu vejo a minha vida como sendo uma história extremamente mal contada, porém sem a menor possibilidade de ser reescrita sem deixar furos homéricos na narrativa. Não dá pra contrariar as leis da física, então ingenuamente aposto num grande mal entendido. Porque não, não pode ter sido isso, sabe. E às vezes, quando estou autofilosofando sobre a minha desgraça no chuveiro, fico esperando a Pam abrir a porta e, depois de se acalmar, me contar devagar e em detalhes como foi que a minha vida realmente aconteceu. All is well, or at least will be.

No comments

Os comentários são moderados para evitar spam. ♥