Pancake day

Queria muito estar fazendo algo útil.
Mas é terça de carnaval num país sem carnaval e estou dançando George Michael e Elton John. GUEI GUEI GUEI.

Hoje também é o dia da panqueca. Estou muito feliz porque, ao manifestar meu desejo de comê-las, alguém me passa um site com OITENTA receitas de panqueca. Tinha que ser salgada, já que ontem ingeri o equivalente ao meu peso em forma de bolo, e porque eu odeio panqueca doce. Achei uma receita de Panqueca! De! Batata! e estava amarradona checando ingredientes e fazendo a Food Dance aqui quando a sogra liga e convida. Para jantar. GALINHA ASSADA. Porque Murphy tem uma obsessão crônica e doentia com a minha pessoa.

Mas PODIA SER PIOR, senhores. A sogra podia ter LEMBRADO que hoje é dia da panqueca e cismado de fazê-las. Da última vez em que isso aconteceu, ela fez uma bacia de panquecas doces, cheias de suco de limão azedo e quilos de acúcar cristal despejados em cima. Eu já disse que odeio quando as pessoas despejam açúcar cristal em cima de doces? Eu já disse o quanto simplesmente ODEIO açúcar cristal em qualquer forma que ele resolva assumir? Açúcar cristal = mastigar vidro moído. Areia de praia. Just don't do it.

Tenho duas opções. Grin and bear it, pôr meu rabo entre as pernas, forjar um sorriso e ir sentar lá por cerda de duas horas roendo a tal galinha, ouvindo histórias requentadas e sonhando com panquecas de batata dançando à minha volta. ALTERNATIVAMENTE, posso alegar disenteria e ficar em casa quietinha fazendo panquecas enquanto danço em volta delas.

No comments

Os comentários são moderados para evitar spam. ♥