Where the streets have no name







Algumas pessoas gostam de olhar vitrines e eu também, mas pra mim a vitrine mais bonita é a paisagem das esquinas onde eu esbarro quase que por acidente enquanto ando por aí. Admirar a fachada das casas, as portas coloridas, os jardins bem cuidados, imaginar quem vive nelas, me imaginar vivendo nelas. Troco um dia de shopping por um dia onde as vitrines sejam janelas para dentro das vidas de quem nem conheço, mas que fazem a sua parte para tornar a cidade mais bonita.





















Chingford, east London.

P.S.: O gato foi um bônus inesperado: pensei que fosse fugir quando eu me aproximasse, mas ao me ver ele apenas virou de barriga pra cima e posou para as lentes do meu celular por uns bons 10 minutos até que EU me cansei de fazer book felino e fui embora.

No comments

Os comentários são moderados para evitar spam. ♥