And your lips go blue with your thoughts

Saldo do prejuízo de ontem:



Descobri que a lojinha da Artbox, que antes ficava em Camden mas fechou anos atrás, se mudou pra uma galeria em Seven Dials e aumentou muito de tamanho. Bejeebus. ♥ Fui servida por uma mocinha japonesa super simpática e fucei artigos de papelaria e demais fofices nipônicas ao som de J-pop. Gosh, me senti em Tóquio de novo; só faltou uma maquininha de gashapon num canto - fica aí a dica, Artbox. :)



Eu estava querendo esses Sonny Angels “moreninhos de praia” há um tempão. Ontem mesmo ele já estava dando pinta no Instagram.



As canetas são uma graça e bem fininhas (ponta variando entre 0.3 e 0.4), como eu prefiro para escrever/desenhar na Filofax, que tem folhas finas e canetas grossas costumam marcar o verso do papel. Os mini bloquinhos são uma graça e eu pretendo usar como post-its (basta passar uma glue pen no verso ou colar no papel com fita washi). A 1,80 cada eu me arrependi de não ter comprado outros; num deles o personagem é uma “berinjela bêbada”. Gotta love Japan.



Os dots de feltro não têm utilidade prática, apenas decorativa. Eu também deveria ter comprado mais porque eles tinham todas as cores do arco-íris.

E o melhor, pra finalizar, é receber suas compras nessa sacolinha adorável que eu não tive coragem de jogar fora. Infelizmente apesar de linda ela é péssima pra carregar, então eu tive que dobrar e pôr na bolsa; daí ter ficado assim, toda marcada.



Ali perto tem a Magma Books onde eu encontrei mais um exemplar da raríssima (e cara…) revista Flow.





No fim do dia eu fui pegar meu trem em Victoria Station e já que estava ali mesmo fucei as prateleiras da HEMA (já falei dela aqui). Eles têm uma variedade bacana de caderninhos tamanho A6 de capa dura, que funcionariam muito bem como agendas/planners ou até mesmo journalling se você não for muito prolixo. E os preços são bacanas, entre 3 e 5 libras.



Mais uma das muitas surpresas dessa cidade: parar num posto de gasolina e descobrir que Alfred Hitchcock havia nascido ali (quando era uma casa e não um posto de gasolina, claro):



E quando olho pro lado me deparo com essa singela homenagem de um artista local ao diretor de Os Pássaros: (destaque para a pequena Tippi Hedren desesperada, o que imediatamente me faz lembrar dessa Barbie, risos).



Love you, London. ♥

P.S.: Enche o saco de vocês ficar lendo posts sobre papelaria e afins? Porque eu cogitei a possibilidade de fazer um blog separado para essas coisas, mas para quem como eu anda com tempo corrido ter mais um sítio para atualizar é garantia de acabar não atualizando nenhum. Mas well, fica aí a questiúncula para os meus doze leitores (sim, eu contei).

No comments

Os comentários são moderados para evitar spam. ♥