Goodbye October.

Foguetório de Guy Fawkes na rua. Acho engraçado eles anteciparem a data pra “cair no fim de semana” quando a festa acaba antes das nove da noite anyway e não é como se fosse atrapalhar a “school night” da criançada - que nessa terra dorme cedo.

Respectivo passou o dia em Stratford embalando tudo para pôr na van alugada e mudar o escritório. Veio brevemente descarregar caixas em casa e voltou para dar carona aos ajudantes. Abri uma champagne barata do Tesco, sentei na frente da casa sozinha e fiquei observando os fogos na rua, alternando o olhar entre o céu escuro pontilhado de pólvora em chamas e a grama meio úmida e pontilhada de folhas de outono sob os meus pés. Uma vibe reveillon, trilha sonora e cenário, como se eu tivesse de novo 10 anos e, de saia balonê amarela sentada sozinha no canteiro do jardim olhando a grama e os fogos e ouvindo os estouros, sentisse uma curiosa paz. Havia uma festa acontecendo em outro lugar; havia várias festas acontecendo em muitos lugares, mas a minha bebida estava gelada (outrora Keep Cooler, agora champã de 13,99), o clima estava ameno (verão no reveillon do Rio, outono a 20 graus Celsius aqui) e não havia absolutamente nada nem ninguém para interromper meus pensamentos.

Bliss.



Welcome, November.
Outubro não prometeu, mas também não cumpriu. Os últimos 30 dias foram caóticos, cansativos e frustrantes.
I hope you’ll go one better. ♥

No comments

Os comentários são moderados para evitar spam. ♥