Bella Italia, part I

No avião o sol estava se pondo quando eu finalmente consegui abrir a janela sem que o flare me cegasse. Lá embaixo, no crepúsculo, as vilas eram pequenos aglomerados de luzes douradas, cintilando por entre as fendas do topo dos alpes cobertos de neve.

I live for moments like this. ♥

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

Eu tenho esse problema, um paradoxo na verdade, de querer conhecer o mundo ao mesmo tempo em que tenho partes do mundo favoritas para onde sempre quero voltar.

E esse foi indeed um bate-e-volta de apenas cinco dias; o bastante para resolver pendengas, ver pessoas queridas, comer muito bem, matar saudades e fazer planos de aposentadoria como a do velhinho que vi em Argegno - envolvendo tomar café da manhã (queijo, salame e uma taça de vinho tinto, bless!) sentado numa mesinha de bar na calçada diante das montanhas refletidas no lago. Ou numa fazenda com bodes, lenha já cortada aguardando o inverno, panelas de ferro despejando carbonara com bacon defumado em pratos de porcelana colorida, aos poucos transformando em hábito o privilégio simples de estar ali.

I could live like this. ♥

(Esse post infelizmente não tem uma parte II porque eu perdi todas as fotos do meu hard drive. Oh well, vamos ter que voltar à Itália para fotografar de novo, hehe.)

No comments