Desimportâncias.

image

Diziam que essas pequenas só floresciam uma vez. Acreditei, mas tive pena de jogar fora depois que as primeiras flores morreram, conforme recomendado. A folhagem verde escura talvez valesse o trabalho de molhar de vez em quando (são da família das suculentas e necessitam de pouca água). Outro dia fui regar e percebi que havia botões. Essa semana, contrariando as expectativas, floresceram novamente.

image

Janeiro é um mês quase sempre longo, mas esse está correndo. Para fazer o tempo passar mais devagar, chá. Que curiosamente também funciona para passar o tempo que se arrasta.

image

image

image

Biscoitos do Moomin.
Uma história escrita por uma finlandesa que fez sucesso no Japão e ganhou seu próprio mangá/anime. Não lembro onde comprei esses biscoitos, se em Tóquio ou aqui mesmo. Mas sei que são mais cheirosos do que saborosos (não que sejam ruins, não mesmo) e a latinha é uma graça.

image

image

image

Coisas simples que procrastino: lavar meus pincéis de maquiagem. Na verdade eu não sei usar pincéis de maquiagem (nem quero aprender) mas fato: eles são bonitinhos. A primeira vez que usei depois desse banho com água morna e shampoo eles deslizaram tão macios no rosto que me arrependi de ter demorado tanto para lavar; eles estavam praticamente me arranhando a cara antes. Cheap bliss. ♥

image

Os galhos sem folhas do carvalho contra o céu me lembram os brônquios de um grande pulmão.

image

Vigésimo segundo dia de 2015.
Que ainda não disse a que veio, mas de certa forma já sinto como se fosse outro milênio.


No comments