The Week

image

Exposição da Yayoi Kusama na Victoria Miro Gallery. Estava querendo ir há tempos, mas a fama das filas quilométricas me desanimava. O amigo que costuma me ajudar a “furar fila” em alguns eventos (porque trabalha com imprensa/divulgação) estava no meio das férias de verão com a família; então não ia estar rolando, senhora. Mas como o bagulho acabava no fim do mês e não dava pra esperar o
retorno do cidadão, lá fui eu.

image

Por sorte escolhi um dia de semana pela manhã e encarei só 25 minutos do lado de fora - isso sem contar as “mini filas” internas para entrar nos salões espelhados. E uma vez lá dentro você tinha que ser rápido: depois de 15 minutos ou mais pé, você tinha 20-30 segundos dentro do salão. Ui.

image

Não me admira que minhas fotos tenham ficado toscas: sem chance de analisar cada objeto e escolher o melhor ângulo. Não dava nem pra olhar a obra com calma; o povo já entrava com o celular em riste, clicando pra todo lado. Aposto que muita gente foi até lá mas só “viu” as coisas direito em casa, olhando as próprias fotos. Duh. Eis o que o Instagram faz na vida das pessoas…
Pra encerrar o dia, frozen yogurt de salted caramel - que pelo visto substituiu o “chá verde” como “sabor da moda”, né? Já tem até perfume (imagina a desgraça). Daqui a pouco a Coca Cola Company vai desovar no mercado uma Coca sabor salted caramel *bate na madeira*



Mas ó, tava gostoso. Quer dizer, gostoso pra padrões frozen yogurt - ou seja, não é um Haagen Dazs. E sim, isso mesmo, tem um waffle do tamanho de uma cabeça de criança por cima porque quem já está no inferno abraça logo o Diabo (e reza pra ele não estar usando perfume de salted caramel)

image

Você também não adora ver gente que nasceu com o traseiro virado pras crateras lunares, frequentou as melhores escolas particulares, passou na melhor faculdade pública, pôde escolher transformar o hobby em trabalho e sabe que tem rede de apoio (casa, comida, roupa lavada e viagem anual pra Europa) caso tudo dê errado compartilhando DO WHAT YOU LOVE no facebook? Bicho, disclaimer: alguns fazem o que amam; a maioria faz o que pode e o que precisa.

Projeto Jardim 2016 começando (atrasado):

image

Vamos ver se rola encher esses potes.

image

image

E por essa semana por fim colhi as cerejas; esse ano consegui ser mais rápida que os passarinhos. \o/ TOMEM, DISTRAÍDOS.

image

Doces feito balas, com a vantagem de que têm gosto de cereja e não balas.

image

Também tem o Projeto Terrário; vou pôr terra aqui e em seguida os “filhotes” que consegui propagando as minhas suculentas:

image

SE BEM QUE da última vez que tentei fazer um terrário eu matei TODAS as plantas (coisa que não costuma acontecer por essas bandas). Wish me better luck this time.

No sábado visitamos uma plantação de lavanda em Surrey:

image

Cheguei achando que ia me sentir em Provence, saltitando por entre campos cor de lilás como se estivesse dentro de um comercial da L'Occitane. Não contava com a quantidade de gente que teve a mesma idéia no mesmo dia saltitando junto (tive que rebolar pra fazer fotos sem background de humanos ou carros) e nem com os enxames de abelhas que me fizeram saltitar em pânico de volta pro estacionamento.

image

image

image

Do estacionamento saltitamos (ou melhor, dirigimos) até o pub:

image

Essas coisas verdes que eles colocam no meio do prato: é de comer? Ou é só pra fingir que é saudável? #FolhaNãoÉAlmoço

image

Folhas também não estavam presentes no menu de domingo, onde fomos para o parque curtir “música ao vivo”. Entre outras atrações de “desconhecidos famosos” tinha uma minazinha que supostamente terminou em terceiro lugar no The Voice UK (não faço idéia de quem seja, não assisto reality TV) dona de uma voz bacana, mas cujo repertório estava meio “fora de foco”. Ela estava mesmo cantando músicas contendo trocadilhos sexuais e refrões sugestivos como “touch my body/you know you want to” pra uma platéia de crianças, donas de casa e velhinhas conservadoras que votaram Leave no referendo? Gata, isso aqui é Havering; não Hackney.

O Birdman abaixo estava encarregado de circular uma rifa e ser alvejado na cabeça por copinhos de plástico atirados por pestes crianças. Eu teria ficado com pena se não estivesse ocupada rindo.

image

O nome do evento era “Music in the Park”, mas é claro que nós imediatamente rebatizamos para “Pig in the Park” de acordo com o real motivo da nossa presença ali.

HOG ROAST, BITCHES.

image

image

Seguido por uma jarra de Pimm’s, porque Pimm’s is bae e verão sem Pimm’s não vale o sacrifício de ter que usar filtro solar. ♥

image

Encerrei o pé na jaca com a sobremesa tradicional do verão britânico:

image

Berries and cream. ♥

image

Contagem regressiva pra Agosto.
E como vocês sabem Agosto já é praticamente natal.
2016 VOLTA AQUI MEU FILHO.

No comments