Things that made me happy last week.



Melhor chá. Coloquei de novo na lista do supermercado, porque essa caixa aí está mais vazia do que boteco sem televisão em dia de final de copa do mundo.



Nunca vi esse tal de Lamcello na vida e me deparei com a beldade sorridente numa prateleira de loja de 99 centavos (e essa lata custou 49 centavos). Por 49 centavos até chute na canela e tapa na cara, right? Review: é uma espécie de cidra de pêra, gostosinha mas não tããão boa quando a Kopparberg ou a Rekorderlig, minhas favoritas - ambas suecas; desde quando sueco virou expert em cidra? Em todo caso, se você quiser ficar bêbado gastando quase nada fica a dica porque esses 7.5% de teor alcóolico aí na latinha engana e a danada é fooooorrrrte. Hic!





Eu estava procurando um bloquinho pra fazer a minha lista de tarefas semanal - sim, aquela que nunca sai do papel - e encontrei esse na TKMaxx de Taunton onde eu estava passeando semana passada; 2,99 e ele veio pra casa. Gostei da cor, das argolas douradas e principalmente desse "should". Coisas que eu DEVERIA fazer. Esse "should" ressonou comigo. Me senti compreendida por esse "should", e quando a sexta feira chegar e eu tiver completado apenas 30% das tarefas da lista só vou precisar ler esse "should" pra me consolar. Coisas que eu DEVERIA ter feito, mas não fiz porque estava ocupada demais procrastinando. There's more to life than to-do lists. *Repita até acreditar*



Outra coisa inútil que eu sempre desejei: um desses "5 Year Notebooks" - uma espécie de diário que dura 5 anos e eu nem vou explicar muito porque esses caderninhos estão manjadíssimos na blogosfera e todo mundo sabe do que se trata. Enfim, nunca comprei por pão duragem - e, ahem, por saber que vou escrever ali por duas semanas e depois nunca mais pegar de novo - mas esse aí é da Wilko e é tão pequenininho e foi tão baratinho que não tive como arrumar desculpas (pra comparar o tamanho o caderninho rosa é um Moleskine mini).





Fiquei meio emo com essa descrição na primeira página, porque a vida é mesmo essa sucessão de marés imprevisíveis e manter um diário, seja qual for o tipo (blog, caderno, rede social, etc.) ajuda a perceber que não há fase boa ou ruim que dure pra sempre. É pra manter a esperança, mas sempre em alerta. Aproveitar o momento, mas planejando o futuro já prevendo baixas. Pensou que era fácil? Nope.



Eu ia começar em junho, mas achei melhor deixar pra janeiro de 2017. Nem sei se estarei viva ou se vou chegar a completar o caderno (por preguiça ou destino), mas é um voto de confiança no meu próprio futuro e comprometimento com uma causa - idiota, claro, mas a gente escolhe o desafio de acordo com a capacidade. E vamos conversar de novo sobre isso em 2022. :)

Por falar em destino, alguém perdeu esse óculos na rua e eu achei - e sou imatura o suficiente para ter e usar óculos em forma de coração.





O par nude eu comprei na Primark e tem rodado bastante comigo por aí. Forçando a barra, já que não estamos vendo muito a cara do sol nesse "verão".



Outra comprinha que me deixou feliz na hora foi esse batom. Tenho apreço pela banquinha de promoções da KIKO, os descontos costumam ser matadores: paguei duas libras num produto que originalmente custa dez.





A embalagem é uma graça (demorei três segundos descobrindo como abrir) e não dá pra ver na foto mas ela é iridescente. Parece vermelho escuro, mas na real é um marrom chocolate matte. Nem tão matte (ou pigmentado) quanto os da Bourjois, no entanto.



Infelizmente eu comprei pensando na Kardashian, esquecendo que eu não tenho a cara da Kardashian então em mim ficou bizarro mesmo (a menos que a vibe"caí de boca numa poça de lama" esteja trending sem que eu saiba) e eu não sei se vou usar. Mas hey, duas libras. E ficou bonitinho enfeitando a penteadeira. Risos.

Outro artigo de papelaria: caderninho de anotação pra levar na bolsa (sim, eu sou a louca dos caderninhos). 49 centavos na Home Bargains.



Se você começar a fuçar loucamente esse tipo de loja vai achar coisas geniais por preços ridículos, a ponto de fazer acreditar que dane-se o capitalismo, você nunca mais vai passar fome novamente morando num lugar onde tudo é tão barato. Risos II. E antes que me acusem, a bolsa da Kipling veio da TKMaxx. :)

Achei essa bandeirinha de arco íris que ganhei na Pride London ainda dentro da bolsa que estava usando naquele dia e ganhei um UP imediato no estado de espírito:



Recomendo pra qualquer pessoa; a vibe é totalmente diferente das paradas brasileiras (aqui o foco é mais político/humanitário/militante) e você sai de lá com as energias recarregadas e um pouco mais de fé na humanidade.

Nostalgia de 2004/2005 e da minha coleção de Pinky Streets. Vou deixar esse casalzinho aqui (ela flertando, ele distraído; boys...) para deixar o seu dia mais fofo. You're welcome.



E por fim, meu lanchinho de sábado à tarde.



Porque tem horas em que só carboidrato na causa.


- A história do Largo do Boticário (um dos meus lugares preferidos no Rio de Janeiro).
- Esses anéis de dragão são uma graça.
- U MAD NOW, MARK?.
- A casa do filme Sixteen Candles está à venda (eu quero dormir no quarto da Molly Ringwald).
- Tipos de pessoas no aeroporto; qual delas é a você (eu sou o número 5, obviously).
- Tumblr bacana de Pixel Art (scroll down, o coelhinho não é representativo).
- Dizem que o instagram é feito de comida e gatos; eis aqui uma conta que é sobre ambos.
- Os destinos de viagem mais populares no Instagram (umas coisas meio nada a ver nessa lista, não?)
- Por que mulheres usam sapatos de salto?
- Parques de diversão abandonados. Deliciosamente creepy. ♥

No comments

Os comentários são moderados para evitar spam. ♥