We want our film to be beautiful, not realistic.


image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

Janelas, flores, doces, mais janelas, jogos de chá abandonados às abelhas, vistas para campos intermináveis, mais flores, lagos de águas turvas refletindo a luz do sol, poças de caramelo escorrendo de bolos de tâmaras, portas centenárias de madeira curtida pelo sol e chuva, curvas na estrada, senhores de bengala, labradores e crianças, vespas caindo em copos de cerveja no jardim do pub, jornais do dia abertos na mesa, a fumaça do cigarro dos rapazes, bate papo no bar, céu e olhos azuis, mais doces. Yet another sunday.

Sempre que posto fotos de comida em algum lugar me perguntam se as pessoas não ficam olhando. E na verdade eu não sei como responder a isso, já que quando estou fotografando a comida eu estou olhando para ela, e não para as pessoas. Talvez o problema de quem sente vergonha de fazer foto de comida seja justamente esse: ao invés de fazer logo a foto eles ficam rodando a cabeça em 360 graus, feito uma Reagan possessa, olhando pra todo mundo e aguardando os “olhares de reprovação”. E talvez seja pra isso que as pessoas estão olhando, não pra sua foto.

Tente apenas fotografar, sem olhar pros lados. Os outros não percebem e, se perceberem, você não terá percebido. Funciona sempre. ♥

No comments

Os comentários são moderados para evitar spam. ♥