The sandwich theory (6x6)



chá e cookies aquecendo um dia cinza (eu já adoro dias cinzas, imagina com biscoito!)



já é valentines day na leader magazine (sou viciada nessa torta de cookie da millie's)



jacintos porque já sinto a primavera virando a esquina (perdão pelo trocadilho porco, mas olha essas flores!)



receber revistas que além de bacanas vêm com capas assim ♥



pegar o protetor labial na bolsa e sorrir porque ele me lembra que realizei meu tokyo dream



bullet journalling ♥ eu amo as horas passadas 100% offline colando papel e ouvindo música com velas da yankee on rotation

atrasei o 6x6 de novo, mas foi por uma péssima causa: não esqueci, mas o dia de ontem não foi moleza. médicos, traumas, internet baleiando quando eu precisava trabalhar, faxina, carteira perdida (e depois de duas horas de pânico, reencontrada), sandices de família e a nítida sensação de que fevereiro não está muito a fim de entrar para o meu time. pelo menos consegui ouvir cyndi lauper, comer miojo light (zero noodles + maionese light + caldo knorr de frango; é perfeito), comprar washis novas no ebay, comprar flores para a casa e carboidratos para o fim de semana, ouvir gansos sobrevoando o jardim depois de semanas de silêncio e me sentir um pouco melhor depois de um weekend alternando pizza com xarope, supermercado com analgésico, roadtrips para o campo com tardes de febre sob o cobertor mais grosso do armário. folgo em informá-los de que estamos sobrevivendo, though.

então eu pensei em fazer o 6x6 de fevereiro não como um recap dos eventos do mês de janeiro (que fora a minitrip de aniversário e alguns fins de semana comendo o meu peso em açúcar no west end não foi lá muito movimentado) mas como uma coleção de pequenas alegrias que ajudaram a fazer esses últimos 30 dias melhores. eu acredito no poder dessas doses homeopáticas de coisas simples que fazem bem, porque são elas que seguram o dia-a-dia, quando nem sempre vai ter uma viagem, conquista ou grande vitória pessoal para comemorar. às vezes a gente precisa dar um jeito de celebrar a beleza e o valor do que está ao alcance da mão.

o que sempre me traz de volta à teoria do sanduíche:

https://68.media.tumblr.com/5b38b6585c09f20928028fdcb0af098f/tumblr_ol07tps0RT1s5j6nko7_r2_1280.jpg

calvin: se você pudesse ter qualquer coisa no mundo agora, o que seria?
hobbes: hmm...
calvin: qualquer coisa mesmo! o que você quiser!
hobbes: um sanduíche.
calvin: UM SANDUÍCHE?!? mas que desejo estúpido é esse?? que fracasso de imaginação! eu pediria um trilhão de bilhão de dólares, minha própria nave espacial e um continente só pra mim.
hobbes (comendo o sanduíche): eu realizei o MEU desejo.

muita gente aposta todas as suas fichas de felicidade em uma ou duas coisas, e se elas colapsam (pode acontecer a qualquer instante) essas pessoas desmoronam junto. sonhar e almejar é preciso, mas sobreviver também é, tentando cultivar uma rede de interesses, prazeres e alegrias possíveis onde se abrigar caso o grande sonho falhe. uma versão resumida do famoso "plano b", mesmo que seja b de biscoito. it's up to you. :)

outros janeiros: Alê (Ucrânia) | Ana (Alemanha) | Paula (Holanda) | Taís (Irlanda)

No comments

Os comentários são moderados para evitar spam. ♥