In Jersey II





a vista do driftwood café na baía de archirondel continua maravilhosa.

e a comida continua sem graça. queijo com gosto de plástico e faltou crocância nas batatas. se quiser fazer lanchinho tem opções melhores (o próprio hungry man na baía de rozel, mencionado no outro post).



acordar com um céu desses:



e admirar um mar desses (essa cor ♥).



noirmont point em saint brelade, fica a dica.

a vista da baía de portelet é imbatível, tem uns bunkers alemães da segunda guerra lá em cima e essa micro ilha ali embaixo (pra onde eu estou olhando) é a ile au guerdain, que ficou conhecida como "tumba de janvrin". philippe janvrin era capitão de embarcação e fazia o trajeto jersey-frança; numa dessas viagens (no ano de 1721) houve um surto de peste negra do outro lado da poça e esther, o barco do philippe, foi impedido de desembarcar em jersey. depois de dois dias de quarentena philippe morreu, mas por medo de contaminação as autoridades impediram que trouxessem o corpo. ele então foi enterrado nessa pequena ilha a que se tem acesso somente durante a maré baixa. anos depois as autoridades reconsideraram, o corpo foi exumado e enterrado num cemitério tradicional - mas o nome ficou. pronto, eis a historinha do dia pra vocês. :)



oyster box, na baía de saint brelade. jersey tem sempre ostras fresquinhas (pra quem curte) pois tem "viveiros" dela espalhados pela baía de gorey.



risotinho verde com hadoque defumado e ovo pochê + terrine de pato, patê de frango e chutney de pêssego com brioche. e depois teve pub crawl com direito a bandinha de rock (coisa rara de se achar em londres, ultimamente):



baía de gorey na maré baixa, com o castelo de mont orgueil ao fundo:



aqui tem o sumas, que é um dos meus restaurantes preferidos na ilha. sentar na varanda num domingo de sol com vista privilegiada do castelo era bom demais. note ali na areia um veículo "anfíbio" (anda na terra e flutua no mar) que a gente chama de puddleduck. :)

abaixo a baía de saint aubin, uma das minhas preferidas (pena que um inferno pra achar estacionamento) também durante a maré baixa. tem um monte de restaurantezinhos legais aqui, wine bars, hotéis e a marina cheia de barcos coloridos.







casinhas em st. aubin's bay:



jersey tem os melhores garden centres; esse aí embaixo é o saint peter's:



meu preferido é o ransoms, que ficava perto da minha casa e serve bolos do tamanho de tijolos (e uma das melhores banoffee pies que já provei):



a reserva da florestinha de saint catherine (imperdível).







o sapão gigante em waterworks valley:



escala (risos):



baía de saint brelade:



o farol de la corbière:





durante a maré baixa o mar recede e você pode andar até o farol.



já voltei, não deu tempo de rever tudo e já quero ir de novo; alguém topa dividir uma semana num airbnb? :)

No comments

Os comentários são moderados para evitar spam. ♥