Drinks like Richard Burton, dances like John Travolta.











fui dar um rolê em chelsea a fim de admirar as fachadas das lojas decoradas para o chelsea in bloom, um evento anual que acontece na mesma semana do famoso e concorrido chelsea flower show. pena que cheguei atrasada e a maior parte dos belíssimos displays florais já haviam sido retirados das vitrines.

peguei então o caminho de knightsbridge e, seguindo a velha técnica testada e aprovada através dos anos, fui afogar as mágoas com carboidratos. e já que se trata de carboidratos vamos logo falar com os especialistas: the italians. ♥





o harry's dolce vita fica logo atrás da harrods e num dia bonito de sol você pode sentar nas mesinhas da calçada e fazer um people watching da melhor qualidade.



já eu prefiro de sentar lá dentro porque as cadeiras são mais confortáveis, o barulho é menor e a companhia fabulosa: quantas vezes você já almoçou rodeado de sophias lorens?







essa cesta de pães é lendária. o tapenade de azeitonas é meio sem graça; não se esqueça de pedir manteiga, que funciona melhor com esses carbos abençoados.



diz o ditado que depois de comer arancini na sicília você nunca mais consegue comer arancini em outro lugar, e há um certo fundo de verdade nisso. não que os arancinis pelo mundo sejam ruins, mas costumam ser bastante diferentes da receita original. esses pequeninos da foto, com recheio de trufas e cobertos de parmesão, são deliciosos à sua maneira.



eles dizem que a porção é "pra dividir" - não caia nessa conversa fiada. peça a sua individual porque você vai querer comer tudo sim.



salada de mozzarella e heirloom tomatoes.



não vou fotografar o prato de todo mundo, mas o meu frango à milanesa estava 10. especialmente acompanhado deste fenomenal purê de batata no azeite e parmesão que eu considero pacas e vale por si só a visita.



a minha sobremesa costuma ser esse waffle de panetone (sim, eles colocam fatias de panetone no waffle maker) servido com sorvete e maple syrup.



mas dessa vez eu resolvi arriscar e experimentar a sobremesa "caça instagrammer" da casa: harry's toadstool.





devo dizer que é mais fotogênica do que gostosa. a base e a cúpula do cogumelo são de sorvete e mousse de chocolate branco (ambos vagamente boring) e o que brilha mesmo aqui é a calda que imita grama e essa farofinha fazendo o papel de terra.

saí de lá me arrastando e fui digerir o almoço na loja da taschen; os mais belos livros para pessoas que não gostam realmente de ler. risos.











ok, perdi o flower show, mas poucos shows são mais imperdíveis do que londres simplesmente sendo londres sob o sol de primavera.

e hoje começa o verão desse lado do hemisfério.
seja bem vindo (e breve). 

Dartmouth, South Devon



dartmouth é uma cidadezinha litorânea no sul do condado de devon, uma das muitas "areas of outstanding natural beauty" do reino unido. já que estávamos lá para o fim de semana do devon county show decidimos fazer uma visitinha rápida, daquelas só pra fincar bandeira e dizer "eu fui" - e eu saí inconformada por ter podido passar apenas algumas horas. já quero voltar ontem.

a arquitetura é uma delícia, tanto a orla quanto as ruazinhas paralelas pontilhadas de prédios coloridos em estilo mock tudor (alguns sendo resquícios originais da era tudor) com cafés, restaurantes e sorveterias no térreo. as ruas estavam meio vazias porque era o sábado do casamento real e o britânico do interior é um monarquista romântico; geral em casa com um olho na tv e o outro no churrasco.





a construção abaixo se chama butterwalk e é tudor de época (construída em 1635); note a fachada torta:



dartmouth significa em tradução literal "boca do rio dart", que dali desemboca no mar. na outra margem do rio temos a cidade de kingswear (esses prédios coloridos ao fundo), que também parece ser linda e que eu também quero conhecer.







as escadinhas levam o visitante a atravessar vielas e becos com flores nas janelas e subir ladeiras em busca da vista perfeita lá de cima.









e que hino de vista, senhores. vale a escalada.













as únicas dicas de lugares para almoçar que eu tinha eram a do trip advisor, que funciona melhor em grandes centros do que em cidades menores. acabei entrando num bistrozinho da orla por conta da vista para o mar, mas a comida era apenas ok.





enfim, já marquei na agenda um retorno para um fim de semana no verão; só espero que o clima absolutamente perfeito desse sábado de maio se repita, porque cidade litorânea com chuva é mais dispensável que maiô em praia de nudismo.

e por falar nisso. uma semana para o verão.
*screams*

Devon County Show 2018





há algumas semanas demos um pulinho (ou seja, 3h de carro, haha) no condado de devon para participar do devon county show, um evento anual que reúne criadores de animais, fazendas de plantio, fabricantes de alimentos, de maquinário e veículos agrícolas - tudo deliciosamente rural e pontilhado de comidinhas, competições, shows musicais, exibições, barracas de tralhas made in the countryside e uma multidão de gente vermelha de sol, usando galochas enlameadas e bebendo vastas quantidades de cidra. ♥

ficamos hospedados na village de buckfastleigh no pub aí em cima, furzeleigh mill, de onde desde o século 16 se pode apreciar essa vista verde - com um pedacinho de estacionamento também, que não estava aí no século 16 (nada é perfeito).





infelizmente esqueci de pôr a câmera na mala e portanto todas as fotos foram feitas com o celular. zilhares de vacas, bodes, ovelhas, porcos e galinhas, mas como imagino que poucos estejam interessado nessas coisas deixo só um amostra:



esse boi branco, da raça charolais, era gigantesco. a minha cabeça batia no pescoço do bicho. um dos perks de ser casada com um ex-farm boy é que eu aprendi a identificar diversas raças bovinas só de olhar para elas. depois dessa sessão de spa (banho, secagem, escovação, etc) as vacas desfilaram para os jurados. very miss world.











você quer cidra, arroba? ENTÃO TOMA. :)



no brasil a gente costuma associar cidra com aquele substituto barato pra champanhe que nós pobres estouramos no reveillon pra fazer uma presença; já aqui a cidra faz parte do estilo de vida regional, é consumida no dia-a-dia assim como a cerveja e nem sempre faz espuma.

os vencedores no concurso de queijos (cada tijolão desses devia pesar uns 20kg):



e como era o fim de semana do casório de harry e meghan os fabricantes de queijos da região se empenharam nesse bolo comemorativo. i smell something cheesy going on...



comi sanduíches de bacon, chá com bolo, batatas com queijo, bebi cidra e pimm's. nada muito sofisticado, mas em porções decentes e servido com simpatia.



fiquei meio chateada por ter perdido a competição de bolos (damn) e mais chateada ainda porque vim na expectativa de provar scones com o famoso creme clotted de devon e a única barraca servindo a iguaria me ofereceu o quê? creme batido em spray. em LATA. *insira emoticon de vômito*

erm... okay.



(talvez para aqueles momentos em que você tá tão de boas no jardim que não quer levantar pra ir ao banheiro. e ainda pode se aliviar em dupla; how sociable.)

fim do dia, hora de voltar pro pub-hotel e caçar uma janta.



a apresentação não era das melhores (essas bolotas ao redor do coelho eram uvas), o salão de jantar ficava num sótão mal iluminado (três horas de photoshop pra conseguir clarear essas fotos aí embaixo) e com cadeiras super desconfortáveis, mas estava tudo uma delícia. uma pena que depois de comer o dia inteiro no county show e demolir as três torradas com patê da entrada eu deixei meu prato principal praticamente intacto. :(





no ano que vem (16, 17 e 18 de maio) tem mais.
(e em breve mais devon e somerset por aqui também)