Looking for flying saucers in the sky.















Kingly Court semi vazia na hora do almoço. Quem conhece sabe o quanto isso é… estranho.
E dentro do atual contexto, triste e assustador. 


Tenho evitado usar transporte público, mas às vezes tenho que ir à cidade por motivos de trabalho. Eu não ia almoçar, mas subi as escadas do que já foi meu point para tomar uma cerveja e comer uma pizza - com amigos, com respectivo, mas na maior parte das vezes sozinha. Ou melhor, na excelente companhia da minha cidade favorita, olhando as pessoas, vendo o movimento, ouvindo a conversa nas outras mesas, feliz no mundo ideal do introvertido: o de fazer parte de tudo sem ter que fazer parte de nada.


Mas naquele dia eu vi portas fechadas, cadeiras viradas em cima de mesas e o tudo tinha cara de nada. Tive vontade de comprar um croquete pra ajudar, tomar uma taça de Merlot, mas eu tinha compromisso para dali a pouco e não podia me atrasar. Prometi mentalmente voltar depois, mas o compromisso se alongou e eu quis voltar pra casa antes da hora do rush e assim evitar pegar metrô mais cheio.


Dia seguinte, falando com minha mãe no telefone ela me disse que prefere morrer a viver outro ano igual a esse. Protestei, mas estou sendo obrigada a não discordar. Viver não é só se manter vivo se entupindo de delivery e assistindo Netflix e agradecendo porque “PELO MENOS”. Se você não está tendo prazer algum nisso, qual a graça?


Por sorte muita coisa que me dá prazer, incluindo quase todos os meus hobbies, eu posso fazer no conforto e segurança do meu lar. Mas e as pessoas extrovertidas pra quem o prazer de viver está na rua, ao ar livre, nas festas, na convivência, no abraço de quem eles amam? Eu entendo demais o desespero. E meu coração, ainda que duro e geladinho, quebra um pouco por eles sim.

Sad Songs Sundays.


leaves just fall, lost my way again
lights me still, where it starts to bend
lonely heart
visit me but it’s cold
looking outside, I’m scared to die
the sky won’t hold light, it leaves me blind
how can I find the sun?
looking outside, oh, what’s the use?
the sky won’t hold light, it leaves me too
how can I find the sun? 


Outside, Mormor.
Pra começar a tag.